domingo, 3 de agosto de 2014



Registros

As atividades foram registradas em foto e vídeo por um grupo de estudantes do DCHE e podem ser vistas nos endereços:
Fotos - Flickr 
Vídeos - Canal Youtube



segunda-feira, 31 de março de 2014

31 de março de 1964


Magalhães exige que a disciplina militar seja mantida

Belo Horizonte (Sucursal) — em manifesto lançado à Nação, o Governador Magalhães Pinto afirmou que "se por influencia de inspirações estranhas e propósitos subversivos são comprometidas a hierarquia, e a disciplina sem as quais elas não sobrevivem., têm as Forças Armadas não só o direito corno também o dever de pugnar pela sua própria integridade, pois de outra maneira não cumprirão o pesado e glorioso destino que a Constituição lhes assinala. Não apoiaríamos nunca — continuou o Governador Magalhães Pinto — qualquer movimento que viesse apenas agravar a intranquilidade dos brasileiros, já tão angustiados de aflições ou que embaraçasse a marcha acelerada em que deve caminhar o nosso desenvolvimento social, econômico e político. - Fonte:  Jornal do Brasil - [31/03/64]  


'O general Olímpio Mourão Filho (1900-72), chefe da 4ª Região Militar em Minas Gerais, divulga uma proclamação contra João Goulart (1918-1976) e a "ameaça comunista" que ele representava. Precipitando a marcha de suas tropas em direção ao Rio de Janeiro, recebe a adesão da maioria dos comandos militares.' LEIA AQUI



LEIA AQUI

domingo, 30 de março de 2014

30 de março de 1964




Comício no Automóvel Clube, João Goulart discursando. Reunião dos Sargentos. Foto: Arquivo/Agência O Globo


"O meu mandato, conferido pelo povo e reafirmado pelo povo numa segunda vez, será exercido em toda a sua plenitude, em nome do povo e na defesa dos interesses populares. Enganam-se redondamente aqueles que imaginam que as forças da reação serão capazes de destruir o mandato que é do povo brasileiro."

DISCURSO DE JOÃO GOULART DURANTE REUNIÃO DE SARGENTOS NO AUTOMÓVEL CLUBE EM 30 DE MARÇO DE 1964 - LEIA AQUI NA ÍNTEGRA


"O grave acontecimento que ora envolve a Marinha de Guerra, ferindo-a na sua estrutura, abalando a disciplina, não pode ser situado apenas no setor naval. E' um acontecimento de repercussão nas Forças Armadas e a ele o Exército e a Aeronáutica não podem ficar indiferentes. Caracteriza-se claramente a infiltração de agentes da subversão na estrutura das Forças Armadas. O perigo que isto representa para as instituições e para o Brasil não pode ser subestimado." Manifesto à Nação de Almirantes e oficiais de Marinha





sexta-feira, 28 de março de 2014

28 de março de 1964


LEIA AQUI



28 de março marca a data em que se começou a articular a logística do golpe, quando se reuniram em Juiz de Fora (MG) os generais Olímpio Mourão Filho e Odílio Denys juntamente com o governador do estado, Magalhães Pinto. Na reunião, ficou estabelecida a data de 4 de abril para o inicio da mobilização militar.

quinta-feira, 27 de março de 2014

27 de março de 1964


"Se a nossa influência for utilizada a fim de ajudar a impedir um grande desastre aqui — que pode tornar o Brasil a China da década de 1960 — isto é o que tanto eu como todo os meus conselheiros senior acreditamos que o nosso apoio deveria incidir", escreveu Gordon ao Departamento de Estado, Casa Branca e responsáveis da CIA em 27 de Março de 1964. 




LEIA MAIS NO INSTITUTO JOÃO GOULART AQUI


Acervo Folha - http://acervo.folha.com.br/fsp/1964/03/27/2/